domingo, 16 de novembro de 2008

domingo, 16 de novembro de 2008

Lua cheia - fotos e fatos

Título secundário: Minhas sete músicas...parte 4!


Ontem ao luar, nós dois em plena solidão...


Falar sobre a lua cheia todos já falaram não? Maior lugar comum impossível, eu mesma já publiquei aqui um pseudo-poema. Umas palavrinhas que me surgiram após uma noite em que fui acordada pelo clarão dela, algum tempo atrás. E apesar desse lugar comum, a lua cheia continua inspirando os enamorados, fazendo suspirar os que ainda não encontraram sua “alma gêmea” para curtir poeticamente uma noite de lua cheia.


É possível também, encontrar referência à sua influencia nas marés, no crescimento dos cabelos, no nascimento dos bebês e...nos surtos psicóticos. Confesso que disso tudo, o que posso mesmo crer é que a lua influencia na mente de uma forma intensa [por isso as psicoses? Sei lá!]. Semana passada, mesmo numa correria louca, tive a oportunidade de olhar o céu e admirar uma lua maravilhosa.


Ando que nem ela - a lua - em fases, e essa minha fase é de fotografar. Apesar de ser uma paixão [escritora, fotógrafa, pintora, escultura e mais uma porção de coisas frustradas], de vez em quando relaxo com isso, pois fotografar com uma “maquininha bobinha”, não tem sentido. Enfim, sei que ando clicando com ou sem máquina adequada. E quando vi aquela lua encantadora, louca, não tive dúvidas, fui pegar a máquina.


Problema é que, eu precisava ajustar a câmera para captar, pois à noite, não é como de dia, enquadrou, apertou o botão da máquina digital e está feito. E para mim - a super fotógrafa amadora - sempre foi uma dificuldade fazer os ajustes para noite. Mas fui, tentei e consegui. Fiquei tão feliz que publiquei a foto aqui. Nem sei se alguém viu, mas para mim estava ótimo, eu fiz uma bela foto da lua cheia, com uma máquina sem recursos. No outro dia (o primeiro dia foi na quarta-feira, 12/11) consegui outras fotos interessantes, pois tinha nuvens e eu consegui captá-las.


Agora eu tinha as fotos e o que escrever sobre elas? [Pois eu as fiz pensando – especialmente – no blog]. Óbvio que pensei muitas coisas, mas não deu muito certo. Lua cheia combina com paixão...com loucura...com tanta coisa, não? Para mim, desta vez combina com uma poesia de Catulo da Paixão Cearense, que já postei em forma de música – aqui e no falecido Tagarelas. Antes publiquei a canção, agora publico a letra. Ela chama-se “Ontem ao luar” e eu amo essa letra, a melodia, a sensibilidade do autor, a lembrança que é ouvi-la na voz de Fafá de Belém, enfim, amo tudo nessa música/poema.


Para completar a história da lua, vou mencionar mais uma das minhas sete músicas inesquecíveis. Para combinar com lua cheia, lembrei de uma música que gosto demais, de um CD que ouço sempre, da Ana Carolina. A composição é de dois gaúchos, Totonho Villeroy e Bebeto Alves (para quem não sabe, o Bebeto é pai da Mel Lisboa – fofoca de celebridade? Só de passagem!).


Voltando: a música é Louca tempestade. Eu aproveitei um monte das minhas fotos da lua cheia e mais outras, que fiz no tal passeio turístico e em viagens por aí.

***

Sopro de Catulo da Paixão Cearense/Pedro de Alcântara

Ontem, ao luar, nós dois em plena solidão
Tu me perguntaste o que era a dor de uma paixão.
Nada respondi, calmo assim fiquei
Mas, fitando o azul do azul do céu
A lua azul eu te mostrei
Mostrando-a ti, dos olhos meus correr senti
Uma nívea lágrima e, assim, te respondi
Fiquei a sorrir por ter o prazer
De ver a lágrima nos olhos a sofrer
A dor da paixão não tem explicação
Como definir o que eu só sei sentir
É mister sofrer para se saber
O que no peito o coração não quer dizer
Pergunta ao luar, travesso e tão taful
De noite a chorar na onda toda azul
Pergunta, ao luar,do mar à canção
Qual o mistério que há na dor de uma paixão
Se tu desejas saber o que é o amor
E sentir o seu calor
O amaríssimo travor do seu dulçor
Sobe um monte á beira mar, ao luar
Ouve a onda sobre a arei-a a lacrimar
Ouve o silêncio a falar na solidão
De um calado coração
A penar, a derramar os prantos seus
Ouve o choro perenal
A dor silente, universal
E a dor maior, que é a dor de Deus


***


Vídeo "by me": Uma louca tempestade - Ana Carolina
Sei que chato ficar esperando carregar vídeo, mas com tem fotos da lua, de tempestade vindo, de chuva e mais. Se vocês tiverem um tempo...carreguem e voltem.
Muito boa semana meus queridos!

video